Cursos de extensão fazem parte do ensino superior, sendo um dos três pilares da educação universitária. São cursos que, diferentemente da graduação ou pós-graduação, não necessitam de requisitos e processos seletivos, a não ser que a instituição escolha fazê-los.

Esses cursos são dedicados ao público externo e interno das instituições (alunos, funcionários e público em geral), e são considerados como formação extracurricular. Eles podem ser utilizados como atualização curricular, profissional ou complementar.

Vamos esclarecer agora para você algumas dúvidas sobre os cursos de extensão. Acompanhe!

1. Qual a duração dos cursos de extensão?

Os cursos de extensão são considerados sempre como cursos de média ou longa duração, mas a carga horária pode variar de instituição para instituição, sendo mais comum que sejam de, no mínimo, 8 horas, chegando até 359 horas, para os de longa duração.

2. São considerados cursos superiores?

Sim e não. Sim, de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases. Formam os pilares do ensino superior somado ao ensino e à pesquisa, ministrados e baseados nas especificações de cursos e atividades da extensão.

No entanto, eles não condizem com a carga horária e parâmetros dos cursos superiores padrão. Atuam como atividades complementares, extracurriculares, etc.

Podem ser classificados como cursos de aperfeiçoamento, atualização, difusão, especialização, treinamento ou iniciação.

3. É possível utilizá-los como aperfeiçoamento?

Sim, no entanto é preciso que a instituição tenha um largo plano de ação para isso. A extensão como aperfeiçoamento, geralmente inclui cursos de longo prazo, com o mínimo de 180 horas e período máximo de 359 horas. Acima dessa carga horária, os cursos acabariam atingindo outra modalidade.

4. São emitidos certificados para cursos de extensão?

Sim, as instituições podem e geralmente emitem certificados para os concluintes dos cursos de extensão ministrados em suas unidades, contendo informações pertinentes ao curso realizado, como a carga horária, o tipo de curso, aproveitamento, desde que o aluno tenha frequentado o tempo mínimo de aula.

5. Como é feita a avaliação ao final do curso?

O estudante não necessariamente precisa ser avaliado de forma tradicional ao final do curso. Isso pode ser feito durante o processo inteiro por meio de pequenas atividades, ou dependendo do curso e atividade, a avaliação propriamente dita não é necessária.

6. Os cursos de extensão podem substituir graduação ou técnicos?

Atividades de extensão não substituem nenhuma outra modalidade de curso, mas podem ser utilizadas como aperfeiçoamento ou atualização em determinada área.

Os cursos de extensão são uma ótima opção para quem gosta de aprimorar seu currículo com atividades extracurriculares, ou então se aperfeiçoar em suas áreas, e até mesmo para se inserir em uma nova área. Por não necessitarem de avaliações e terem um menor investimento, acabam sendo mais agradáveis ao grande público, podendo atender à comunidade como um todo.

No entanto, deve-se lembrar que estes cursos podem ser contínuos e modulares, e se esse for o caso, fique ciente que não é possível pular módulos, assim como em um curso tradicional.

Conseguimos responder alguma de suas dúvidas? Qual é a área de seu interesse ou experiência? Compartilhe conosco nos comentários!