Mesmo sendo um dos assuntos mais discutidos do momento, o empreendedorismo ainda é cercado de mitos que atrapalham a confiança e o sonho de muitas pessoas em se lançarem nesse mundo. Confira os 5 que você deve esquecer agora mesmo!

1. Todo empreendedor já nasce empreendedor

Quantas matérias e artigos você já viu sobre crianças que estão faturando milhares de reais antes de alcançar a puberdade? Ou pessoas que antes dos 25 já trabalharam para a Google, a Microsoft e são donas de 5 empresas?

A verdade é que ninguém nasce empreendedor. Muitas pessoas apresentam traços de personalidade e até mesmo um desenvolvimento social e familiar que ajudam a empreender, mas isso não é uma regra. Assim como uma pessoa se prepara para exercer uma profissão, como a de médico ou advogado, ela pode se preparar para ser empreendedora.

Então, nada de dizer que você “não tem dom para empreender”. Com vontade para buscar conhecimento e coragem para dar o primeiro passo, você pode se tornar um grande empreendedor.

2. É preciso ser jovem para começar a empreender

Outro mito que desestimula milhares de pessoas a se lançarem no mundo do empreendedorismo é o de que só jovens podem empreender. O medo de se arriscarem em algo novo e fracassarem e a falta de estabilidade são alguns dos fatores desestimulantes para quem já passou dos 50.

No entanto, a experiência de vida, atuação no mercado de trabalho e visão mais apurada sobre os riscos são elementos diferenciais para se dar bem. Ainda duvida?

Ray Kroc, fundador da McDonald’s, só criou a empresa bilionária aos 52 anos. John Pemberton, criador da Coca-Cola, aos 55. Roberto Marinho fundou a TV Globo aos 61. Jorge Paulo Lemann tornou-se dono da maior empresa de cervejas do mundo aos 69.

Esses são apenas alguns exemplos de que não há empecilhos para quem deseja se tornar dono do seu negócio.

3. Com dinheiro, qualquer um pode ser empreendedor

É inegável que para começar um negócio é preciso ter capital disponível. Mas acreditar que somente o dinheiro transforma alguém em um empreendedor de sucesso é um erro. De acordo com o Sebrae, a maior causa de fechamento de empresas em menos de um ano é a falta de gestão adequada dos recursos.

Mesmo que não exija uma formação específica, para ser empreendedor é preciso ter um conjunto de competências desenvolvidas ao longo da sua vida, como criatividade, perseverança, capacidade de liderança, além de busca individual por conhecimento.

4. Ser dono do próprio negócio não exige uma rotina de trabalho

Muitas pessoas acreditam que o empreendedorismo é uma forma de se livrar das amarras do mercado de trabalho tradicional. E de certa forma, é. Mas isso não quer dizer que você não tenha que ter uma rotina de trabalho.

O empreendedor está bem longe de ser totalmente independente. Além de ter responsabilidades com sócios, investidores, colaboradores e clientes, ele sabe que o seu crescimento depende dele mesmo. E isso exige disciplina, planejamento e organização.

5. É essencial criar algo totalmente novo

O conceito de inovação, tão apreciado no empreendedorismo, tem criado para muitas pessoas a ideia errada de que para ser empreendedor é preciso inventar algo que ninguém nunca fez.

Grande parte dos negócios é feito de ideias recicladas. Até mesmo as empresas gigantes fazem isso. Você não percebeu como o SnapGram, novo recurso do Instagram, é semelhante ao já famoso Snapchat?

Criar algo novo e único provavelmente te dará destaque diante da concorrência; mas não é porque você ainda não teve uma ideia genial que não pode começar a empreender. Se a empresa dos seus sonhos já existe, a inovação está em fazer adaptações e trazer novos recursos que podem melhorar a experiência do consumidor e atrair mais usuários.

E você, conhece outros mitos clássicos sobre empreendedorismo? Compartilhe com a gente nos comentários.