No mundo corporativo de hoje, não basta criar o melhor produto, fornecer o melhor serviço ou ter o melhor preço. As empresas buscam sempre novas maneiras de gerar valor para os clientes para se destacarem no mercado.

No texto de hoje, vamos aprender 4 formas eficazes de fazer isso. Interessado em saber como? Confira!

1. Gerar valor para os clientes satisfazendo suas necessidades

Uma ótima forma de gerar valor real para os seus clientes é buscando e implementando soluções que satisfaçam suas necessidades — mesmo antes que elas surjam. Ou seja, não espere ele pensar: “Caramba, eu preciso disso”. Seja proativo e antecipe esse momento.

Satisfazer necessidades não precisa envolver ideias caras ou mirabolantes. Às vezes, com um mínimo de imaginação e criatividade é possível fazer isso.

Quer ver um exemplo? Muitas empresas conseguem agradar seus clientes simplesmente instalando uma televisão nas salas de espera, permitindo que eles escolham o que querem assistir enquanto aguardam.

Tecnicamente, o cliente não percebe que tem essa necessidade, mas uma empresa preocupada em entregar valor e se destacar dos demais concorrentes percebe que esse conforto ajuda a diminuir a tensão e o estresse nessas situações, valorizando, assim, a experiência do seu cliente.

2. Aliviar as dores dos seus clientes

Quando falamos em dores, estamos querendo dizer que todo ser humano sente algum incômodo em sua vida. Afinal não existe mundo perfeito, não é mesmo?

Você já parou para pensar nisso? Já se colocou no lugar do outro e procurou entender o que ele sente, quais são os obstáculos que estão impedindo que ele seja mais feliz?

Talvez você possa fazer algo quanto a isso. Busque feedbacks de cada cliente, veja o que ele confidencia para você e aproveite essa oportunidade para encontrar uma solução que traga mais satisfação e prazer à sua vida.

Muitas das grandes empresas que conhecemos começaram assim. Identificaram as dores de um determinado perfil de pessoas que tinham a ver com seu negócio e trouxeram até elas o “remédio”.

O que queremos dizer com isso? Simplesmente que você busque algo realmente relevante para a vida dos seus clientes. Embora seja um clichê bastante conhecido, a frase “em que posso ser útil?” já é um começo.

Pode ser algo simples, como um atendimento mais personalizado, uma cortesia, um e-mail de agradecimento ou uma vantagem extra. Demonstre ao cliente que ele é prioridade para sua empresa, afinal, ele realmente é a razão dela existir.

3. Ser eficiente naquilo que faz

Você faz bem o que é pago para fazer? Muitos profissionais não conseguem gerar valor para seus clientes simplesmente porque não têm o know-how necessário para estar naquela função.

Só um certificado na mão não é o suficiente para mostrar que você é bom no que faz. Faça uma reflexão sobre o seu trabalho e uma autocrítica sobre os serviços que vem prestando para seus clientes. Você tem entregado a eles o que aprendeu de melhor? Ou será que precisa estudar um pouco mais para aprimorar seus conhecimentos e executar suas tarefas de modo eficiente?

4. Atribuir características subjetivas aos seus serviços

Vamos fazer um exercício: imagine que você esteja andando pela cidade em horário de sol escaldante, com muita gente na rua. Depois de andar muito, tomar bastante sol e enfrentar a barra da cidade lotada, você está morrendo de sede.

Então para na primeira lanchonete que aparece com a intenção de pedir algo para beber, mas logo dá de cara com um banner na parede com uma foto de uma garrafa de Coca-Cola geladíssima. O que você escolhe: uma Coca-Cola ou um copo de água?

É possível que você escolha a Coca-Cola, não é mesmo? Se isso acontecer, é porque a estratégia de marketing foi bastante efetiva em despertar na sua cabeça o desejo de matar a sede com aquele produto.

Quando o marketing é feito para gerar valor para os clientes e consegue transformar uma característica subjetiva em um produto ou serviço, sua função foi cumprida de forma gratificante. Pode ter certeza! 

 E nosso artigo? Ele gerou algum valor para você? Deixe seu comentário e conte para nós!